Rua Varginha, 541, Colégio Batista, 31110-130, BH-MG(31) 3273-2020/

Blog

BEBÊS PREMATUROS: Quais Cuidados São Necessários?

Bebês prematuros necessitam de alguns cuidados especiais por um certo tempo, principalmente nos primeiros meses. No entanto, não é preciso se desesperar, pois os médicos farão todas as orientações e acompanhamentos para que o seu bebê cresça e se desenvolva de maneira saudável.

Quando um Bebê é Considerado Prematuro?

Parto prematuro

O bebê que nasce antes de completar 37 semanas de gestação é considerado prematuro. Porém, existem tipos de prematuridade, de acordo com a idade gestacional.

Um bebê que nasce entre 37 e 38 semanas é considerado limítrofe. Já aqueles que nascem entre 31 e 36 semanas e seis dias são prematuros moderados. E os casos com mais agravantes são os prematuros extremos, nascidos entre 24 e 30 semanas.

Quanto mais novo, maiores são os riscos, pois possivelmente a criança ainda não se desenvolveu completamente, o que pode trazer complicações.

Características de um Bebê Prematuro

O bebê prematuro é, em geral, bem menor que um bebê que nasce no tempo certo. Sobretudo na maioria das vezes pesam menos que 2 quilos e medem menos que 46 centímetros. Algumas outras características também são comuns:

  • Órgãos imaturos como, por exemplo, o coração, pulmões, rins;
  • Sistema imunológico frágil;
  • Dificuldade para respirar sozinho e sugar o leite;
  • Pele mais fina, de forma que é possível ver as veias;
  • Membros mais finos, devido ao baixo peso.

Cabe ressaltar que essas características variam de acordo com o grau de prematuridade do bebê. Com isso, nem todo prematuro passará pelas mesmas complicações.

Quais cuidados os bebês prematuros recebem no hospital?

Cuidados com bebê prematuro

Um bebê que nasceu muito prematuro geralmente ficará na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do hospital, com os aparelhos necessários para a melhora de sua saúde. Nesse local alguns procedimentos serão executados, por exemplo:

  • O bebê será colocado na incubadora a fim de se obter a temperatura ideal do corpo;
  • Monitoramento frequente da pressão arterial, batimentos cardíacos e respiração;
  • Em alguns casos a alimentação será intravenosa ou através de um tubo que entra pelo nariz e vai até o estômago;
  • Caso o bebê não consiga produzir suas células vermelhas sozinho, pode ser necessário que ele receba transfusões de sangue.
  • Pode ser necessário assistência ventilatória , caso o RN não consiga respirar

O método canguru também é muito utilizado, com o objetivo de que o bebê tenha contato físico com os pais. É um momento de reconhecimento e aproximação e deve ser sempre monitorado, pois o bebê gasta muita energia quando sai da incubadora.

Além disso, os pais têm sempre a liberdade de perguntar à equipe médica sobre o estado clínico do bebê a fim de acompanhar seu desenvolvimento.

Quando o bebê pode ir para casa?

Para receber alta médica algumas condições são necessárias, entre elas estão:

  • Peso acima de 2 quilos de forma estável;
  • Ganho de peso constante;
  • Respiração sem auxílio;
  • Temperatura corporal estável;
  • Amamentação realizada no peito ou na mamadeira;
  • Estar sem nenhuma infecção.

Quais cuidados devem ser tomados quando o bebê vai para casa?

Os cuidados aplicados no hospital deverão ser mantidos em casa, principalmente nos primeiros meses. Os pais, em geral, recebem orientações da equipe médica sobre como devem ser esses cuidados. E é importante saber identificar quais sintomas podem indicar uma emergência médica para que as devidas providências sejam tomadas em tempo hábil.

Além disso, alguns pontos principais requerem uma atenção especial dos pais, com relação aos cuidados com os bebês prematuros em casa. Veja quais são:

  • Acompanhamento médico: Periodicamente devem ser realizadas as visitas ao pediatra e aos outros profissionais de saúde que fazem o acompanhamento do bebê. No início, a frequência pode ser semanal ou quinzenal, para que o crescimento e desenvolvimento da criança seja acompanhado.
  • Baixa Imunidade: é importante evitar locais muito cheios e lavar bem as mãos antes de entrar em contato com o bebê. Tudo isso no intuito de prevenir infecções, visto que os bebês prematuros são mais propensos a desenvolvê-las.
  • Alimentação: grande parte das crianças prematuras precisam de algum tipo de suplementação. Os mais comuns são os fortificadores do leite materno e as fórmulas para bebês que nasceram antes do tempo esperado. Complemento com vitaminas e ferro geralmente é necessário
  • Vacinação: A vacinação dos bebês prematuros deve ser específica, pois geralmente segue a idade cronológica do bebê e é orientada pelo pediatra.

Quais fatores podem ser responsáveis pela prematuridade?

São vários os motivos que podem fazer com que um bebê nasça antes do tempo, entre eles estão:

  • Bebês com malformação ou com infecções, adquiridas da mãe;
  • Doenças na gestante, como diabetes, hipertensão ou infecções;
  • Bebês com dificuldade de nutrição devido a uma placenta malformada;
  • Mamães que não se alimentam corretamente e, com isso, deixam faltar nutrientes essenciais para o desenvolvimento do bebê como, por exemplo, vitamina C, cálcio, potássio, ferro, entre outros;
  • O estresse pode adiantar o trabalho de parto, pois traz mudanças no quadro emocional e hormonal. Vale a pena combater esse mal, com pausas de descanso e atividades físicas.

Fazer o acompanhamento pré-natal corretamente é o primeiro passo para que seu bebê nasça saudável. Algumas mudanças de comportamento como eliminar o tabagismo e o consumo de álcool também são muito importantes. E se mesmo com todos os cuidados preventivos você tiver um bebê prematuro, não se desespere, ele provavelmente se recuperará e crescerá como qualquer outra criança.

Compartilhe este post