Rua Varginha, 541, Colégio Batista, 31110-130, BH-MG(31) 3273-2020/

Blog

Birras – Como Lidar Com Essa Fase na Infância?

Se tem uma coisa que a maioria dos pais detesta, são as birras. No entanto, é bem provável que seu filho passe por essa fase. Então, como lidar com ela?

Existem atitudes recomendadas, mas nunca uma prática que sempre surtirá efeito. Isso porque as crianças são diferentes e os motivos que geram o mau comportamento também. Além disso, a educação que você repassa rotineiramente para o seu filho faz toda a diferença.

Para ajudar a entender melhor esse assunto, criamos este post. Assim, se você está passando por esse período desconfortável, saberá de que forma pode ultrapassá-lo sem tantos conflitos. Acompanhe!

O que são as birras?

A birra é caracterizada pelo mau comportamento da criança que é impedida de fazer o que deseja. Diante da frustração, elas podem espernear, chorar, gritar, jogar-se no chão. Em outras palavras, criar um verdadeiro escândalo, onde quer que estejam.

Essa atitude pode ocorrer durante toda a infância, dos 6 meses aos 8 anos, mas também pode ir além. Tudo depende da criação que você dá ao seu filho e da personalidade dele.

Em alguns casos, é aconselhável procurar um especialista, especialmente se o mau comportamento continuar após os 6 anos. Essa sugestão é feita porque a criança pode estar passando por um problema ou evento recente, que causa a birra em várias situações.

Alguns exemplos de “pedidos de socorro” por meio desse mau comportamento são: separação dos pais, mudança de casa ou de escola, morte de um parente querido ou de um animal de estimação, falta de diálogo em casa etc.

Em qualquer um dos casos, a criança age dessa forma por ter pouca maturidade e não saber lidar com a frustração. Por isso, a pirraça pode representar um pedido de ajuda inconsciente ou um teste para ver até que ponto os pais podem aguentar.

Como evitá-las?

O comportamento ruim da criança pode começar antes mesmo dela iniciar o “escândalo”. É importante atentar aos sinais, como: manha, pedido que não pode ser realizado, cansaço ou sono.

Nesse momento já é preciso cuidar para que esse hábito não se desenvolva. Contudo, isso depende da idade da criança. Até os 2 anos, evite dizer “não”, se isso for magoar o pequeno. É preferível levá-lo para outro local e distraí-lo com uma brincadeira.

Dos 2 aos 4 anos, outra atitude deve ser adotada. Por exemplo: se ele quiser um brinquedo, diga que ele poderá ganhar no aniversário ou na próxima data comemorativa. Se for muito caro, indique que é melhor adquirir um mais barato. Por fim, se não tiver como comprar, fale a verdade.

No supermercado, estimule seu filho a ajudá-lo para que ele não fique irritado. Algumas coisas simples que ele pode fazer são: segurar uma sacola leve, verificar os preços e pegar um produto na prateleira.

Em qualquer faixa etária, é preciso entender que o diálogo sempre é a melhor alternativa. Use uma linguagem que a criança entenda e sempre fale com ela estando na mesma altura. Por isso, abaixe-se e olhe nos olhos do seu filho. Isso será mais efetivo.

Como lidar com as birras?

Várias atitudes podem ser adotadas, mas elas podem variar. O primeiro passo é considerar por que a criança está agindo daquela forma. Pode ser que esteja com muito calor, cansado ou com sono. Nesse caso, evite a briga e apenas ache um local para cuidar do problema.

Se for outra situação, algumas ideias são as seguintes:

  • retire a criança de qualquer lugar perigoso, sem se importar com a intensidade do seu berro;
  • mantenha a calma, porque você deve ser o exemplo;
  • evite gritar;
  • mantenha o controle e nunca bata na criança;
  • abrace a criança e mostre que está tudo bem quando ela se acalmar.

Deixar seu filho de castigo também é eficiente, desde que ele tenha mais que 2 anos. O ideal é excluir algo que seja importante, por exemplo, ficar sem TV ou videogame.

De toda forma, é importante que a criança entenda o que fez e sua consequência. Por isso, a punição deve ser imediata.

Por fim, valorize o “não”. Essa palavra é mágica quando o assunto é educação e o ato de evitar birras. Assim, você garante que, no futuro, seu filho seja um adulto saudável.

Achou este artigo interessante? Aproveite e compartilhe-o nas suas redes sociais para ajudar outros pais a lidarem com o mau comportamento dos seus filhos!

Acesse nossas redes sociais: Facebook, LinkedIn e Instagram

Compartilhe este post