Rua Varginha, 541, Colégio Batista, 31110-130, BH-MG(31) 3273-2020/

Blog

Dicas de inverno — 5 dúvidas comuns para o frio

A temperatura baixou e os cuidados com as crianças se intensificam. Nesse período, as doenças respiratórias tendem a ser comuns e algumas dicas de inverno são sobretudo importantes para manter a saúde em dia.

Por exemplo: será que é bom agasalhar bem a criança? O melhor é deixar as janelas abertas ou fechadas? O aquecedor é um bom aliado?

Todas essas perguntas serão respondidas neste post para ajudar você a se preparar para esse período do ano. Acompanhe!

1. Dicas de inverno – O bebê precisa ficar bem agasalhado?

A resposta é sim. É importante que a criança se proteja do frio e do vento para evitar qualquer doença respiratória. Porém, é importante ter um cuidado maior com bebês de até 1 ano para evitar a síndrome da morte súbita do lactente.

Para esses casos, o ideal é usar mais roupas e deixar as cobertas de lado. Se preferir utilizá-las, coloque uma esticada e prenda no chão para evitar as possibilidades de sufocamento.

Na cabeça e nas extremidades (pés e mãos), opte por luvas e toucas, que vão proteger essas áreas. Lembre-se de que esses locais são aqueles em que o bebê costuma perder mais calor.

2. Dicas de inverno – O aquecedor é uma boa dica de inverno?

O quarto de bebês e crianças pode ser climatizado ou ter um aquecedor, mas é importante manter uma temperatura agradável. O ideal é que fique por volta de 25ºC.

Mantenha o aparelho a, pelo menos, 1 metro de distância da criança. Como o aquecedor causa ressecamento do ar, o melhor é usar um umidificador. Opte por um que permita fazer a regulagem e deixe entre 60% e 70% para ficar agradável.

3. Dicas de inverno – O inverno é um período mais propenso a infecções respiratórias?

Casos de pneumonia, resfriado, gripe, bronquite e bronquiolite tendem a ser mais comuns, porque as pessoas costumam ficar em locais fechados. Nessa situação, os vírus e bactérias se propagam mais facilmente e passam de um indivíduo para outro.

Para crianças que sofrem de bronquite ou asma, o inverno é mais difícil — e vários fatores explicam essa situação. Uma das razões é o ar mais frio e seco, que pode ocasionar broncoespasmos. Como consequência, é possível haver o edema das vias aéreas e o chiado no peito.

Além disso, a temperatura baixa estimula o organismo a produzir secreção (caso do muco de garganta e nariz) para lubrificar.

4. Dicas de inverno –  O que fazer se o bebê começar a tossir e ter febre?

O primeiro passo é não se desesperar. A febre nem sempre significa doença grave e a tosse pode não ser pneumonia. Por isso, o ideal é consultar o médico e verificar a recomendação.

Também é possível fazer lavagem nasal com soro fisiológico, que lubrifica as vias aéreas e ajuda a expelir o catarro.

Em caso de febre, verifique o comportamento da criança quando a temperatura volta ao normal. Perceba se fica gemendo, se tem algum desconforto respiratório, se aceita bem a alimentação etc. Se apresentar estes sinais procure um médico.

Tenha em mente que a febre é um estado inflamatório do organismo, que reage contra microrganismos estranhos. Portanto, mantenha a atenção.

5. Dicas de inverno – É bom sair para passear com a criança?

Você pode fazer qualquer coisa normalmente, desde que a criança esteja bem agasalhada. Quando o bebê for menor que 3 meses, é indicado primeiro conversar com o pediatra para saber as recomendações.

Já as crianças mais velhas podem e devem sair de casa, tomar sol e brincar. O sugerido é evitar locais fechados e sem circulação de ar, porque eles ajudam a proliferar vírus e bactérias.

Como você pôde perceber, as dicas de inverno são importantes para saber que não é preciso ficar trancado dentro de casa nesse período. Na verdade, é importante sair e aproveitar, desde que bem protegido contra o frio.

Gostou de entender mais sobre o assunto? Então, conheça a síndrome mão-pé-e-boca e veja tudo que precisa saber para garantir a saúde dos seus filhos!

Compartilhe este post