Rua Varginha, 541, Colégio Batista, 31110-130, BH-MG(31) 3273-2020/

Blog

Testes Que o Recém-Nascido Deve Fazer

Os testes que o recém-nascido deve fazer estão cada vez mais amplos. Eles ajudam sobretudo a detectar previamente doenças que não costumam apresentar sintomas imediatos, porém podem comprometer a saúde do bebê.

Além disso alguns exames são feitos diretamente na maternidade, outros porem serão prescritos pelos médicos para serem feitos após a alta médica.

Essa semana vamos falar um pouco sobre cada um dos testes que o recém nascido deve fazer, saber para que servem e como são feitos, são eles:

Feitos fora do hospital:

  • Teste da orelha
  • Teste do pezinho
  • Teste do olhinho

Feitos ainda no hospital:

  • Teste Apgar
  • Teste da linguinha
  • Teste do coraçãozinho
  • Teste do quadril

Testes que o recém-nascido deve fazer ainda no hospital:

Teste Apgar no recém-nascido

O Teste de Apgar foi criado em 1952 pela anestesista norte-americana Virgínia Apgar, se popularizou por ser um método fácil e confiável para determinar os primeiros cuidados com o bebê.

O teste é realizado no 1º e no 5º minuto de vida do bebê, onde são avaliados cinco critérios:

  • frequência cardíaca;
  • respiração;
  • tônus muscular;
  • prontidão reflexa;
  • e cor da pele.

Cada item pode receber uma nota de 0 a 2 que somadas podem dar o total de 10 pontos.

A observação do primeiro minuto diz como ocorreu a transição intraútero para a vida fora da barriga e a avaliação do quinto minuto determina melhor as condições do bebê, que já deve estar mais estável.

Uma nota satisfatória é a partir de 7, conforme a nota obtida é possível saber como o bebê nasceu e isso é muito importante para o seguimento nas consultas de rotina ao pediatra.

Teste do Coraçãozinho

O teste do coraçãozinho faz parte do conjunto dos exames importantes que o recém-nascido deve fazer.

Trata-se de um teste que deve ser realizado no recém-nascido ainda na maternidade, após as primeiras 24 horas de vida e antes da alta hospitalar para se rastrear cardiopatias congênitas.

Consiste na saturimetria (medição dos níveis de oxigênio no sangue) através de um aparelho que se chama oxímetro. O teste é rápido (3 a 5 minutos) e indolor.

Além disso a descoberta precoce de problemas cardíacos congênitos é muito importante para a realização de cirurgias rápidas e precisas.

Peça para seu médico a realização da triagem neonatal completa.

Teste do coraçãozinho

Teste do Quadril

Talvez muitas pessoas nem tenham escutado falar nesse teste. Porem ele é importante tanto quanto os outros. Trata-se de um exame de prevenção realizado horas após o nascimento do bebê. É possível detectar doenças e impedir que elas se desenvolvam antes mesmo de manifestarem os primeiros sintomas.

O Teste de Ortolani, como também é chamado, serve para diagnosticar, por meio de flexões das perninhas a estabilidade do quadril, mostrando se há luxação.

Além disso é um exame simples que consiste em uma manobra de flexão e abdução de ambos os quadris. Sobretudo é importante que se detectada a doença o tratamento comece o quanto antes.

Teste do quadril

Teste da Linguinha

Entre os testes que o recém-nascido deve fazer esta o teste da linguinha. E um exame padronizado que possibilita diagnosticar e indicar o tratamento precoce das limitações dos movimentos da língua causadas pela língua presa que podem comprometer as funções exercidas pela língua: sugar, engolir, mastigar e falar.

Além disso o exame é simples, rápido e não dói. É feito enquanto o bebê está mamando, e o profissional de saúde capacitado faz a avaliação anatômica e da força de sucção.

Lembre-se: quanto mais tarde for detectado a língua presa, mais complicada é o tratamento e a recuperação (principalmente quando já é adulto).

Teste da linguinha

Testes Que o Eecém-Nascido Deve Fazer Fora do Hospital

Teste do Olhinho no Recém-Nascido

O teste do olhinho (ou teste do reflexo vermelho) é um exame que deve ser realizado rotineiramente na primeira semana de vida do bebê, preferencialmente antes da alta da maternidade. Portanto esse exame é feito para detectar e prevenir algumas patologias oculares.

O exame é indolor, não precisa de usar colírio e é rápido, em média de dois a três  minutos. Uma fonte de luz sai de um aparelho chamado Oftalmoscópio e é usada para observar o reflexo que vem da pupila. Os olhos saudáveis, quando atingidos por essa luz, refletem tons de vermelho, amarelo ou laranja. Quando o reflexo não é possível ser visto ou é esbranquiçado sugere patologia ocular. Portando neste caso a criança deve ser encaminhada a um Oftalmologista para um exame mais complexo.

Bebês prematuros devem obrigatoriamente realizar esse teste visual, assim como realizar uma fundoscopia (exame de fundo de olho) com um mês de idade de modo que afaste o risco da retinopatia da prematuridade, principal causa da cegueira infantil na América Latina.

Teste do olhinho

Teste da Orelhinha no Recém-Nascido

O teste da orelhinha ou triagem auditiva neonatal geralmente é feito no segundo ou terceiro dia de vida do bebê. É feito para identificar problemas auditivos no recém-nascido. É lei desde 2010 que todas as crianças façam o teste sendo que na rede pública o teste é gratuito.

Além disso o exame é feito por um profissional, que pode ser Fonoaudiólogo, Otorrino ou mesmo o Pediatra, que coloca um aparelho semelhante a um fone de ouvido. Portanto o fone é ligado a um equipamento que produz estímulos que ajudam a identificar traços de surdez. A duração do teste é de um tempo médio entre 3 e 5 minutos.

Teste da orelhinha

Teste do Pezinho

Um dos testes que o recém-nascido deve fazer mais importante é o teste do pezinho pois detecta uma série de doenças metabólicas, genéticas e infecciosas.

São portanto doenças que quando feito o diagnóstico precoce permite um tratamento mais eficaz e em alguns casos pode prevenir sequelas importantes.

No exame básico feito pela rede pública, é possível descobrir sobretudo a probabilidade da criança desenvolver:

  • fenilcetonúria,
  • hipotireoidismo congênito,
  • fibrose cística,
  • anemia falciforme,
  • hiperplasia adrenal congênita
  • e a deficiência de biotinidase.

Na rede privada o teste pode ser mais amplo e aumentar o número de patologias a serem detectadas como por exemplo, toxoplasmose e galactosemia.

O teste deve ser feito após as primeiras 48 horas de vida do bebê e no sistema público a orientação é para que se faça no quinto dia de vida. Os prematuros devem sobretudo retornar ao hospital para repetir o exame. O resultado pode demorar até 30 dias.

Teste do pezinho

Tipagem Sanguínea

O exame pode ser realizado 48h depois do nascimento junto com o teste do pezinho. Em primeiro lugar é retirada uma amostra de sangue no teste do pezinho, e a mesma diz respeito à identificação do tipo de sangue, se é A, B, AB ou O. Assim como o fator RH que pode ser positivo ou negativo.

Como resultado ele é fundamental para esclarecer se o bebê tem problema de incompatibilidade sanguínea com a mãe. Além disso se faz necessário também caso haja emergências médicas.

Tipagem sanguinea

Para mais informações procure um pediatra.

Compartilhe este post